Mykonos-37

voltar a introdução

voltar a Mykonos-36

   O rapaz não percebeu que ao seu lado, o velho Messias sorria, estendendo os braços em direção a saída da caverna, parecia querer dizer que a solução estava bem distante daquele lugar. Assim que chegou, Fernando se assustou com o estado do amigo, já desconfiado com o que poderia ter acontecido. Disse preocupado:
   – Amigo! Joninho descobriu tudo?
   Atilio levantou a cabeça, parecendo não ter entendido, disse apenas:
   – Contei tudo para Jonas, ele disse que vai me ajudar se eu fizer tudo que ele mandar.
   – Com certeza vai te mandar para bem longe daqui, só assim você coloca a cabeça no lugar.
   Ele concordou com a cabeça, mas disse algo que Fernando não esperava:
   – Jonas vai se mudar para minha caverna, acho que ele tem algum plano.
   Fernando abriu seu largo sorriso e falou:
   – É claro que tem um plano, vai te vigiar noite e dia.
   Atilio pensou um pouco, respondeu a provocação:
   – Isto é impossível, tenho certeza que não é isso.
   E não era mesmo, a intenção de Jonas era conversar com Rafael e Fernando sem levantar a curiosidade dos outros moradores, pois os dois eram amigos de seu irmão e tinham livre acesso a sua caverna. O que Jonas não contava, era com a oposição de Maila, ela ameaçou até se separar, se ele fosse em frente com aquela ideia. Mesmo ele dizendo que era temporário e logo estaria de volta. Não houve acordo, ela disse categórica:
   – Atilio não está doente nem nada, o que os outros vão dizer? Você não tem nada de se mudar para lá.
   Jonas não queria que Maila soubesse o que estava acontecendo entre Atílio e Laura, pediu que tivesse paciência que confiasse nele, pois o motivo era muito importante. Ela permaneceu irredutível, fazendo com que Jonas decidisse contar tudo para esposa, o que ele não imaginava era que isso seria a solução do problema. Ao ouvir todo o relato, Maila disse que já desconfiava que Laura tinha um amante, mas nunca imaginou que poderia ser Atilio, pensava que deveria ser Fernando ou Minélo. Ela chorou nos braços do marido, dizendo que faria tudo para que seus netos tivessem um lar saudável e que seu filho fosse poupado de tanto sofrimento.
   Assim, Jonas se mudou para a caverna do irmão e iniciou a execução de seu plano. Pediu que Atilio chamasse Fernando para uma conversa, mas não disse qual seria o teor da conversa.  Assim que o amigo fiel chegou, ele disse:
   – Fernando, os laços que te ligam ao meu irmão são quase tão estreitos quanto os que me ligam a ele, portanto, preciso saber se está disposto a me ajudar a tirá-lo desta enrascada?
  Atilio se assustou com a objetividade do irmão, mas não fez nenhuma interferência na conversa. Fernando pensou um pouco e respondeu:
   – Jonas, eu faço qualquer coisa para ajudá-lo e principalmente para me redimir de um ato falho, que foi ter trocado de caverna com ele. Na época levei na brincadeira seu pedido de vir morar no andar superior e poder estar mais próximo de Laurinha. Pensei como homem, e não me importei com as consequências de minha atitude, agora vejo que isto só facilitou para que a situação chegasse ao ponto que chegou.
   – Bem, agora isto não faz mais diferença, mesmo porque, eu só sairei daqui quando tudo se resolver. Respondeu Jonas resoluto.
   Neste momento, Mirla chegou procurando pelo pai, disse que sua mãe queria falar com ele com urgência. Jonas se levantou rapidamente, pois temeu pela saúde de um de seus filhos, em especial Lucas, que estava febril e não tinha ido para a plantação. Assim que começou a descer as escadas que o levaria para o andar inferior, Maila já o esperava com o xale nas costas, sinal que ela queria conversar com ele longe dali. Os dois saíram lado a lado, no caminho encontraram com Rosana, que abriu um sorriso de cumplicidade para a esposa de Jonas. Assim que se sentiram distantes o suficiente para não serem incomodados por ninguém, sentaram-se em uma pedra. Maila iniciou o diálogo:
   – Jonas, tenho algo a lhe dizer. Ontem à noite, Rosana me procurou perguntando porque você tinha se mudado para caverna de Atilio. Fiquei surpresa com o interesse, pois ela sempre foi muito discreta e nunca mostrou preocupação com a vida de ninguém. Respondi que você faria companhia ao irmão por algum tempo pois este estava muito triste por ainda não ter uma companheira e filhos.
   Naquele época já se conhecia uma alteração de saúde que hoje se chama depressão, muitos temiam contrair este mal, pois diziam que invariavelmente levava a loucura, e o primeiro sintoma era a tristeza profunda.
   Maila continuou. Tendo Jonas redobrado a atenção, pois sentia que a esposa ia lhe fazer uma revelação.
   – Rosana começou a chorar e me disse que amava Atilio e que a alguns anos atrás ele havia lhe pedido em casamento, mas como ela o surpreendeu beijando outra mulher resolveu não mais conversar com ele, apesar das inúmeras tentativas de seu irmão em convencê-la que tinha sido apenas um caso fortuito. Com o tempo ele desistiu.
   Jonas, visivelmente satisfeito, perguntou se ela fez alguma referência a Laurinha. Maila respondeu que não.
   – Graças ao Grande Deus, está tudo se resolvendo, agora será muito mais fácil aproximar os dois.
   Maila abriu um sorriso dizendo:
   – O melhor você ainda não sabe, ela me pediu que conversasse com você, porque se Atilio ainda a quiser, ela se casará com ele. Quando nos encontramos com Rosana no caminho, ela já sabia que eu ia conversar com você sobre este assunto.
   Jonas deu um grito de satisfação, mas a seguir algo veio a sua mente e completou:
   – Maila, mesmo casados eles não poderão mais morar na Grande Pedra, Laurinha não dará sossego.
   – Mas Jonas, eles irão para onde?
   – Quando Mirla chegou para me chamar eu estava conversando com Fernando e ia lhe fazer uma proposta – se ele não gostaria de se mudar com Atilio para Creta ou Atenas. Eu tenho algumas economias que seriam o suficiente para pagar a viagem e um início de vida modesto. Os dois ainda são jovens e poderiam ter um futuro promissor em um lugar maior e mais próspero.
   – Nossa Jonas, é uma ótima ideia, nós temos tudo que precisamos aqui, o dinheiro não nos fará diferença. Mas agora, você pode mudar a companhia e substitui-lo por Rosana, pois sinceramente não vejo outra solução, senão os dois partirem o mais rápido possível, de preferência já casados.
   Distraidamente Jonas olhou para cima em direção à Grande Pedra e viu Laurinha os observando da plataforma que dava acesso à sua caverna. Ele fez de conta que não percebeu a indiscrição da nora, mas disse para esposa:
   – Maila não olhe para cima, mas Laura está nos vendo lá de cima, precisamos tomar muito cuidado, senão tudo irá por água abaixo, nossa nora é muito esperta e pelo que deu para concluir ela gosta mesmo de Atílio.
   A esposa de Jonas se assustou com o que o marido disse e completou:
   – Ela já deve estar intrigada por você ter ido morar na caverna ao lado, precisamos inventar uma doença urgente, pois assim ela ficará mais tranquila e nos dará tempo para que tudo seja arranjado, quando ela descobrir, os dois já estarão longe.
   – Podemos prosseguir dizendo que ele sofre de tristeza profunda e se nega a se alimentar como aconteceu com Terêncio, enquanto isso, converso com Ana e Rafael e resolvemos tudo, pois a noiva e o noivo se amam.

continuação…

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s