Ciranda Cirandinha

Musiquinhas
Infantis
Resistem…

Ao tempo
As gerações
Aos modismos

Nasce
Um novo
Bebê

E lá
Estão elas…

Embalando
O sono
Incentivando
A brincadeira

As notas musicais
Bailam
As palavras
Se interligam
Graciosamente

E saem
Dançando
Ao léu

A canção de ninar
Embala
O soninho
Tranquilo

As cantigas
Folclóricas
Se assentam
Nos corações
Trazendo
Lembranças
Adormecidas

As musiquinhas
De roda
Traduzem
A alegria
A leveza
Da infância

Mas
Qual o segredo?

Entra ano
Sai ano
E lá
Estão elas

Sendo
Entoadas
Em todo
O Planeta

Dorme nenê…
Atirei o pau no gato tô tô…
Ciranda cirandinha….
Marcha soldado….
Se esta rua, se esta rua….

É simples!!
Tudo que
É repetido
A exaustão
Se integra
As moléculas
Que tudo permeia

Pode até
Ser
Uma reclamação

Um pessimismo
Coletivo

Uma oração
Como
“Pai Nosso…”
“Ave Maria…”

As vibrações
Das palavras
Bailam
Por todos
Os cantos

Se acomodam
Aqui e ali

Influenciam
Mentes
Conduzem
Pensamentos

E as cantigas
De roda
São um exemplo
Perfeito

Só de ouvir
Parece
Que as pernas
Se movimentam

O coração
Palpita

Os lábios
Sorriem

A mente
Divaga
Buscando
Uma mãozinha
Para segurar…

Entretanto,
Sempre há
O outro lado
Da moeda

Reclamar
Da vida
Criticar
O amigo
Eleger
A gritaria

Também
Gera
Efeitos

O coração
Chora

Os lábios
Emitem
Palavras
Ríspidas

A mente
Se exalta
Buscando
Uma saída

As pernas
Só querem
Se colocar
Em debandada

O ambiente
Escurece
Atraindo
Mais
E mais
Confusão!

Então,
Vamos cantar
Orar
Elogiar
Agradecer
Sorrir

Afinal,
Quanto
Mais
Canções
Orações
Elogios
Agradecimentos
Sorrisos

Mais Equilíbrio
Mais Paz
Mais Luz!

Poeta Estelar
by Elza Horai


Energia que Envolve

Simplesmente, o Planeta é formado pela porção material, os mares, os rios, a terra… a porção viva, que respira e necessita se nutrir para prosseguir compondo o quadro que exalta e a porção energia…. invisível, é certo! Mas que sem ela, nada existiria! Os elétrons que vivazmente circundam  o átomo e dão sustentação a tudo que se pode visualizar é também a mola mestra desta invisível energia. Os homens terrenos se comprazem em buscar provas materiais de tudo que foge ao seu precário entendimento, mas se esquecem de fazer uma comparação simples.
Por um lado, algo visível, como o corpo humano, que a partir de dois gametas, um feminino e um masculino, se forma, transformando-se em um bebê que chora, vive, se alimenta. Cresce… diante de olhos incrédulos, se tornando um trabalhador capaz de se auto sustentar.
Por outro lado, um lugar qualquer, digamos, que seja um escritório onde trabalham dez pessoas. De manhã, todos chegam, já trazendo a insatisfação da noite mal dormida, das brigas diárias com familiares. Começam a trabalhar, sem vontade de produzir, terminam o dia, agradecendo ter chegado o momento de encerrar o expediente. Entre eles, nada de sentimento de auxilio, compaixão, cuidado, apenas críticas, julgamento, exclusão.
No primeiro caso, tudo que acontece a partir do encontro dos dois gametas – o feminino e o masculino – ocorre, sem nenhum entendimento da mente terrena. É certo, que os pesquisadores, os cientistas, os incrédulos, se debruçam em buscar explicações que nem mesmo eles acreditam se são mesmo verdadeiras ou não. O pai e a mãe, ao ver o bebê sorrindo, agradecem a Deus, por tê-los presenteado com tão bela criação, mas não estão nem um pouco preocupados em saber se a célula X se multiplicou duas ou centenas de milhares de vezes, se o coraçãozinho bate porque este ou aquele ventrículo bombeia sangue corretamente. Eles sabem que não precisam se preocupar muito com detalhes. Seu filho está aconchegado em seus braços… e pronto!
No segundo caso, o escritório fervilha desarmonia, e como no primeiro caso, ninguém está muito preocupado em saber o motivo deste quadro tão diferente de outros locais onde o trabalho flui, os colegas/amigos se interagem com alegria.
Nos dois casos, posturas típicas do ser humano, o quadro final sendo apresentado, não existe necessidade de buscar os porquês de ser desta ou daquela maneira.
No caso dos bebês, presente de Deus, os pais estão certíssimos em agradecer o carinho do Pai Maior e cuidar para que cresçam felizes e saudáveis, neste caso, as entrelinhas pouco importam.
No escritório, uns podem pedir demissão, culpando este ou aquele – outros, prosseguirem firmes, suportando a rotina estressante. Buscar a causa de tantos desalinhos, requer uma postura firme de todos os dez funcionários, requer trabalho, foco e vontade de se melhorar, mas isto é algo que muitas vezes não passa pela mente de nenhum deles.
Sentir a energia que envolve e perceber que ela traz alegria, felicidade, agradecimento, paz, equilíbrio. Sentir a energia que envolve e perceber que ela causa raiva, impaciência, inconformismo, desiquilíbrios. Tomar a decisão de entender apenas o por quê de sentimentos tão opostos em diferentes situações, é mais importante do que destrinchar o DNA em busca de provas materiais do motivo dos bebês serem tão graciosos como  são ou apontar o dedo acusatório dizendo que fulano ou ciclano são os responsáveis por tanta desarmonia no escritório.
A inteligência, também presente de Deus, é o ponto de equilíbrio, acioná-la em busca do caminho do Amor é a única maneira de sentir a energia que envolve e alimentar-se das benesses advindas de mundos onde os bebês foram carinhosamente projetados.
Aimanon Constantinus Crione
Amigo da Luz
Membro da Plêiade do Amor Universal

imagem de apresentação do post pixabay.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s