Tributo as Mães

Nada!!
Nenhum
Argumento

Nenhuma
Língua

Nenhum
Tratado

Que se propõe
A definir
O que é
O Amor
Materno…

É capaz
De traduzir
Em palavras

O real
Significado
Da palavra
MÃE!

…Longe
Do alcance
Do homem terreno

Tão distante
Que se perde
Na imensidão
Do Universo

Existe
Um lugar…

Onde todas
As mães
São preparadas

Para quando
Aqui retornarem
E o momento
Certo chegar

A sementinha
Do Amor
Sem condições
Exploda
Com todas
As nuanças

De um
Abraço aconchegante
Envolto
De carinho
De cuidado
De preocupação
De direcionamento

Deus
Presenteou
A todas elas
Com a LUZ
Da sabedoria
E a força
De titãs

Para defender
Orientar
E proteger
Seu filho
Dos percalços
Do caminho

E neste Dia!!
Onde vibra
O agradecimento
Dos filhos

Peço licença
Para homenagear
A MÃE
Que para mim
É a mais
Especial de todas
A MINHA MÃE!!

Eterna Gratidão Mãe!!

Poeta Estelar
by Elza Horai


Sem elas… Sem viver…

Tudo que se anuncia como imprescindível para prosseguir vivendo, é incomparável  a uma Criação Divina, tão perfeita, tão bela, que não existem argumentos para qualquer contestação: as Mães!!
Emprestar o útero para gerar uma vida,  é o movimento que permite a continuidade da VIDA que alimenta o Grande Universo. Todos sabemos de cor e salteado que ser mãe é padecer no paraíso –  a dor do parto, as mazelas do enfrentamento para criar um cidadão de bem, as lutas diárias para colocar a comida na mesa e vestir dignamente aquele que a escolheu como o porto seguro nesta etapa encarnatória – são vivencias que não podem ser negligenciadas, pois fazem parte das tarefas aceitas por cada mãe no momento que se ofereceram para trazer à vida mais um espírito aprendiz.
Mas o paraíso compensa qualquer dificuldade, o sorriso suave do filho que cresce e traz para a mãe o primeiro presente feito com suas próprias mãozinhas, o abraço  apertado que fala por si não necessitando que maiores dissertações sejam elaboradas, no bracinho estendido que clama por proteção, nos argumentos infantis que provocam risadas em toda a família.
Enfim, um PARAÍSO cuidado pelos olhos serenos dos Servidores de Deus, que não se cansam de proteger aquela mãe, aquele filho, dois espíritos que novamente se reencontraram e buscam caminhar de mãos dadas em direção a um destino pré-traçado – voltar a Casa do Pai.
Após o período sagrado da concepção, muita coisa pode acontecer, até a mãe e o filho se separarem fisicamente, um deles voltar para o mundo espiritual e o outro prosseguir pisando nesta terra Bendita. Mas aos olhos de Deus, qualquer acontecimento que interrompa o contato diário da mulher que emprestou seu útero para servir seus desígnios e do filho que a escolheu entre tantas outras mães, são necessários para o crescimento de ambos.
Os filhos que choram pela falta física da mãe e as mães que lamentam a separação do filho querido, devem se lembrar sempre que a VIDA prossegue independente do plano que se faz necessário naquele momento. Mães e Filhos são centelhas do Amor Divino, uma vez cultivado, são inquebrantáveis e indissolúveis por toda a eternidade. Cada filho já vivenciou a energia de milhares de mães que o escolheram em diversas oportunidades de retorno, e toda vez que isso acontece, o laço com todas elas se estreitam cada vez mais até que chegará o dia que todos entenderão que VIVEM porque o AMOR de cada uma delas permitiu que o Amor do Pai Maior os envolvesse com toda sua equidade.

Poeta Estelar

Membro da Plêiade do Amor Universal

Imagem de apresentação do post – pixabay.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s