Batatinha quando Nasce…

Se esparrama pelo chão…
É a próxima frase
Deste tão singelo versinho
Exclamado desde os tempos
De nossas bisavós…

Menininha quando dorme…
Põe a mão no coração!
Relembraram?

Alguns são jovens demais
Para terem tido a oportunidade
De  ouvir esta poesiazinha
De amor e cuidado

Mas a maioria dos adultos
Nascidos no Século XX
Com certeza relembraram!
E algo gostoso remexeu
No seu baú de memórias antigas!

Uma amiguinha de infância?
A vizinha prestativa?
A mamãe cuidadosa?
A hora do recreio na Escola Primária?
A vovó que jogava amarelinha com você?

Enfim…lembranças…lembranças…
Maravilhosamente inesquecíveis!
Mas porque será que
Uma música
Uma poesia
Um cheirinho gostoso
Tem este poder tão intrigante…

De trazer para a superfície
De nossas memórias
Algo que se passou a tantos anos?
E que aparentemente estavam
Definitivamente esquecidas!

Bem, mais um ensinamento
Terei o prazer de abordar
Já disse inúmeras vezes
“A VIDA É UMA SÓ”

Mas que graça teria
Se todas as coisas boas
Que aconteceram
Em uma etapa encarnatória
Jamais pudessem ser recordadas?

Pois é! As lembranças, podem sim
Serem acessadas em um momento
Como este… quando alguém
Declama um versinho tão antigo!
Ou mesmo quando alguém
Passa diante de você
Usando uma fragrância velha conhecida

E sabe por que você pode relembrar
Momentos esquecidos
Através de motivações tão sutis?
Porque as memórias estão
No seu Espírito Imortal
Portanto, sempre poderão ser
Novamente relembradas!

É só um momentinho de enlevo
E lá estão elas: Vivíssimas!
Mesmo se o fato aconteceu
A centenas de anos atrás
Tudo por força da Reencarnação
A Lei Maior que rege a Vida!

Aquela que é uma só
E jamais se extingue…
Mesmo porque
É uma Criação de Deus,
E como tudo criado por ELE
É absolutamente perfeito!

Pois não teria sentido…
Morreu Acabou!
Como afirmam os “cabeça dura”
Se assim fosse:
O versinho da batatinha
Morreria com nossa bisavó

Que mesmo ensinando para sua filha
Seria esquecido
Pois a memória física não existe
E nós jamais chegaríamos a ouvi-lo
Pois nossa avó não teria
Recordações claras do que sua mãe ensinou
E rapidamente tudo se perderia

Sabem por quê?
Porque o Espirito Imortal não existindo
Tudo que se aprendeu
Seria enterrado com o corpo
Que se acabou…

Portanto, minha gente!
Tratem de prestar atenção
Em tudo que te desperta algo
Que pareça
Já ter vivido…
Já ter experimentado…
Já conhecido…

Pode ser uma recordação
De algo marcante
Que pode ter acontecido
Centenas ou milhares de anos passados
Isto porque:
“A VIDA É UMA SÓ”

Poeta Estelar


Batatinha quando morre…

Recordar é viver!! Nada mais certo!! Voltar o tempo é impossível, mas lembrar-se do que se passou é algo maravilhoso, em especial, dos momentos felizes onde a confraternização une os amigos que se propuseram prosseguir partilhando a vida terrena com amor. Vocês já perceberam que em algumas ocasiões algo parece transcender o que se vivencia? São recordações guardadas no espirito eterno que se incorporam no momento presente. E quando alguém diz: Que estranho, parece que já estive neste lugar! Qual a explicação? Rapidamente a resposta é: Devo ter visto uma foto de um lugar parecido!
É muito difícil acreditar em reencarnação, pelo simples motivo que em vidas precedentes, muitos morreram injustamente por cultivarem esta crença. Famílias foram destruídas, sonhos cancelados, patrimônio dilapidado, enfim, homens foram sacrificados em prol da vontade destrutiva de alguns em se manterem acima do bem e do mal.
Hoje, se nega esta Lei tão precisa com tanta veemência porque recordações “vivas” pululam o espírito da quase totalidade dos homens terrenos no momento gozando de uma nova oportunidade encarnatória. Lembranças felizes, preenche a vida de energia sutil, expande a aura que se torna capaz de alcançar os não tão felizes, lançando jatos de otimismo e alegria. Lembranças amargas, tem a capacidade de encapsular o espírito com um manto de energia densa, impossibilitando que a mente use a inteligência para discernir, levando a uma vida sem o aval de sua verdadeira essência: Todos filhos de um Pai Amoroso, Misericordioso e Justo!
É claro que existe a crença que os homens são filhos de Deus, e então, porque a vida se desenrola ao largo do entendimento dos mistérios que dia a dia se interpõe diante de cada um? Intuições, premonições, lembranças, preferências, atitudes, tendências, milagres e centenas de outros fatos sem uma explicação plausível? Aqueles que acreditam que o Espírito Eterno já habitou outros corpos físicos tem o entendimento de quase cem por cento destas indagações. Os que vivem afirmando que nada disso é verdadeiro se contentam em viver envoltos de perguntas sem respostas, ou melhor, respostas que não satisfazem e que muitas vezes trazem mais dúvidas que explicações.
Osmar Silva

 

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s