Sentença Abençoada

Serenemos os ânimos
Que o porvir
Promete
Muito mais
Do que estamos
Acostumados
A esperar

Anos difíceis
Já se foram…
Levados
Pelas marolas
Do aprendizado

Quem crê!!
Fecha os olhos
E sorri,
Pois os eflúvios
Do Amor Divino
O atinge
Mansamente…
Trazendo
Boas Notícias

Assegurando
Que
O Planeta
Elevado
Ao patamar
Da Regeneração
Não sucumbirá

Pelo contrário,
Vibrará
Em sintonia
Com os acordes
Dos Bem Aventurados

Filhos diletos
Que aceitaram
A tarefa
De renovar-se

Abandonar
Antigos desalinhos
Aceitar
Novos traçados

Vida nova
Merece
Rumos solidários
Mãos dadas
Família unida
Amigos sinceros

Cidades renovadas
Poluição zero
Parques acolhedores
Escolas eficientes
Saúde para todos

Países sem trincheiras
Todos, indo e vindo
Arrogância abolida
Uma só língua
Uma só moeda

Ninguém
É melhor que ninguém…
Onde já se viu
Abandonar
Antigos parceiros
Só porque
Se acha melhor
Que todos os outros?

Desligar-se
Neste momento
Significa
Lançar-se
A mar aberto
Completamente só…

Aquele que crê
Sabe muito bem
Que a união faz a força
Dois é melhor que um só
Três é melhor que dois
Quatro é melhor que três
….
….
Milhares é melhor que centenas

Melhor por que?
Perguntariam vocês…
Porque
Pensamento é vibração
Quantos mais
Pensando no mesmo acorde
Maior a oportunidade
De se conseguir
O que se deseja

Todos desejamos
Nós e vocês
Subir aos céus
Onde teremos a companhia
De toda a família

Então,
Se o porvir
Promete
Novos ares
Porque
Ainda se sente
Tanto desconforto?

O momento
É de buscar seus pares
Unir-se
Alinhar-se
Juntar-se

Agora…
Mais do que nunca
União
É a  palavra de ordem

Seja em templos de amor
Seja em grupos de whatsapp
Seja dentro de universidades
Ou mesmo
Parceiros torcendo
Pelo mesmo time

Vou agora
Fazer uma revelação…
Explosiva!
Estamos tão próximos
Do Planeta Terra
Que um simples grupinho
De senhoras
Acostumadas a reunir-se
Para tricotar

Representa um foco de luz
Tão intenso
Que nos faz aproximar
E observar
Conversas
Pensamentos
Até novos pontos
Que estão na moda

Isto permite
Um auxilio mais efetivo…
Uma das amigas
Que reclama
Do marido desempregado

Nos coloca
Em prontidão
Para auxiliar
A conseguir
A resolver o problema
Repetindo… repetindo…
Se houver merecimento!!

“Que coisa estranha
Aconteceu estes dias…”
Ouvimos aqui e acolá
É um encontro fortuito
É algo inesperado
É a solução de um imbróglio
Um namorado que volta

Sabem por que?
Ora, porque Deus é perfeito
E final dos tempos
É um período especial
Coroação de incontáveis
Lições aprendidas

Mas lembrem-se
Quanto mais união
Mais energias
Mais lastro
Para se conectar
Aos Servidores do Pai

Mas pera lá?
Escolher os parceiros
É algo
Ligado a sabedoria
Ligado a ponderação
Ligado a inteligência

Portanto,
Pensem bem…
Como já foi dito
Na Poesia
“Bom Dia! Boa Noite!”

Da mesma maneira
Que nós,
Amigos do Alto
Somos atraídos
Por grupos
Que vibram
Em sintonia
Com nossa energia

Somos também
Repelidos
Por energias
Incompatíveis
Com a única
Essência
Que nos agrega:
O AMOR!!

Poeta Estelar


Bençãos no Final dos Tempos

Todos aqueles que beiram os cinquenta anos de idade, passaram, quando crianças, por momentos de angustia ligados a afirmações levianas que os levava a ter pesadelos à noite. O bicho papão vem pegar… o homem do saco espreita na esquina… a loira do banheiro está te esperando… e assim, toda uma geração aprendeu a ser obediente em detrimento de se sentir seguro.  Nada comparado, com o que aconteceu com as vovós e vovôs, que hoje tem por volta de sessenta anos de idade. Não foram histórias contadas por papai e mamãe, sabedores que eram crendices, que os levavam a ter medo de se levantar no dia seguinte, e sim, notícias que chegavam através dos meios de comunicação… se lembram do Repórter Esso? É claro, que só os senhores e senhoras de cabelos brancos se lembram, mas vamos recordar e aprender. Os que ainda carregam a centelha da juventude, se curvem diante da bondade de Deus, e agradeçam por terem reencarnado em um período imensuravelmente mais tranquilo… apesar de muitos reclamarem, sem ciência, do que é realmente, apreensão pela vida, pela família, pelo Planeta.
O Repórter Esso foi um telejornal exibido pela primeira vez no Brasil no ano de mil novecentos e cinquenta e dois, pela extinta TV Tupi, encerrou sua trajetória em mil novecentos e setenta. Era formatado para divulgar prioritariamente notícias vindas dos Estados Unidos, em especial, notícias das Guerras travadas pelos Americanos mundo afora. Patrocinado por uma empresa de petróleo norte americana, tinha interesse apenas, em exaltar os feitos do exército americano e o modo de vida levado naquele país. Todas as noites, o Brasil parava para assistir a este telejornal. Assim que a vinheta ia ao ar, os telespectadores se posicionavam diante da TV para se atualizar do que ocorria mundo afora, ou melhor, notícias relacionados à Pátria do Tio Sam, porque nada era mencionado com relação a outros países do Planeta, a não ser, para reafirmar os feitos heroicos do povo americano. Tudo que ocorria no Brasil, suscitava pouco interesse dos patrocinadores, portanto, deixados de lado, a não ser, algo muito marcante como a morte de um Presidente da República.
Imaginem vocês, toda uma geração, bombardeada todas as noites com notícias de guerra? As crianças da época, tremiam apavoradas, só de ouvir o marcante prefixo musical que precedia o início do Jornal. O mundo vinha de traumas recentes, provocados pela primeira e segunda Guerras Mundiais, em vista disso, os pais destas crianças se incumbiam de atiçar mais o medo e a apreensão.
Fora tudo isso, guerra da Coréia, guerra do Vietnã, avanço comunista na América Latina, aquela foi uma época que outros temores se juntaram a estes, alimentados por falsos profetas que desejavam instalar o caos. O “fim do mundo” era temido por todos, ocasionado pela terceira guerra mundial, pela proximidade da virada do milênio, pelo terceiro segredo de Fátima que entrou na pauta dos temores pela negativa de Irmã Lucia de revelar o que ouviu de Nossa Senhora na Cova da Iria.
Uma geração inteira injetada pelo medo do imponderável, tanto é, que passados mais de sessenta anos, nada aconteceu: a terceira guerra mundial é notícia do passado; a virada do milênio, a muito já ocorreu, trazendo como consequência, apenas mais trabalho para os programadores de computador que tiveram que fazer serão naquela última noite do Século XX;  Irmã Lucia, a mais de dez anos terrenos já está entre nós, e o segredo tão bem guardado, foi revelado sem maiores alardes, Nossa Senhora pedia aos homens terrenos que orassem e fizessem jejum, com certeza, jejum de sentimentos, pensamentos e atitudes contrárias aos ensinamentos de seu filho, Nosso Senhor Jesus Cristo.
O “fim do mundo” foi esquecido, tanto é, que quase não se fala mais nisso. Os adeptos do Espiritismo falam em mudança da categoria do Planeta Terra, de um Planeta de Provas e Expiações para um Planeta de Regeneração, e estão absolutamente certos, é obvio, que uma mudança tão profunda carece de um período de transição, e é exatamente isto que os homens terrenos estão presenciando, pequenos ajustes que culminarão em um Novo Planeta de Regeneração. Todo o cabedal de angústia, apreensão e incertezas que marcaram a infância de muitos dos leitores, está sendo lentamente substituído por uma chuva de bênçãos neste final dos tempos, a começar por tantos ensinamentos colocados diariamente diante de seus olhos, sem vinhetas repetitivas, sem imposição de espécie alguma, sem a censura prévia de mediadores, apenas um convite para enxergar com bom senso, a vida que lhe foi presenteada com tanto Amor por seu Pai Eterno.
Aimanon Constantinus Crione

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s