Chilique por quê?

A noiva está atrasada
Que falta de consideração!
Reclamou o celebrante
O noivo ouvia calado
Três horas de atraso
É demais…
Será que ela morreu?
Pensou o rapaz
Que só vivia tragédia

No fundo da igreja
A amiga…
Sincera por fora
Invejosa por dentro
Pensou
Sem ninguém saber…
Tomara que ela desista
Que não chegue nunca
Ele foi feito pra mim
Não para aquela assanhada

E eis que
A grande porta se abre
E entra a noiva descabelada
Dizendo que não
Vai mais casar…
Avança
Na amiga traidora
Grita pra toda igreja
Você é uma piranha!!
Dormiu com Adão!

O noivo
Não sabia onde se esconder
Os convidados
Coitados
Foram saindo de mansinho
Com medo de
Serem atingidos
Pelos pontapés
E cusparadas
Que a duas
Direcionavam
Uma pra outra

História triste
Mas real…
Apesar de ter sido
Em 1906
Hoje Adão
Está novamente casado…
Com a noiva briguenta?
Não… com a amiga…
Naquela vida
Ela fez que fez
Que acabou
Se casando com ele
Pobre Adão!

Desta vez
Novamente
Ela “roubou”
Adão da outra
Não foi no Altar
Mas foi um
Pouco antes disso
Naquela festa
Onde as duas
Agora irmãs
Se interessaram
Pelo mesmo rapaz

Adão olhou
Para a ex- futura esposa
E… sentiu um arrepio
A amiga traidora percebendo
Deu um salto
E se colocou entre os dois
Agarrou o braço de Adão
E nunca mais soltou
Casou-se com ele
Outra vez…

Bem,
Vamos analisar
Será que a amiga
Era tão má assim?
Pelo menos ela
Fez Adão feliz?
Não! e Não!
As duas respostas.
Não era má
Mas era e é
Preguiçosa
Deixou que a inveja
A maledicência
A falta de brios
Envolvesse seu Espírito
Oportunidades teve
De melhorar-se
Mas não aproveitou
Nenhuma

Foi acolhida
Por uma linda família
Onde o amor
Sempre foi a tônica
De todos os acordes
Mas…
Se afastou

Recebeu como irmãos
Espíritos caridosos e gentis
Mas…
Nem ligou

Foi presenteada com filhos
Estudiosos e obedientes
Mas…
Nem ao menos os alimentou direito

E amigos?
Nenhum
Todos os que ela pensou
Que eram…
Não eram…

E Adão?
Continua trabalhando
E ouvindo suas reclamações
Dói aqui
Dói ali
Quero uma casa bonita
Quero um carro mais novo
Quero outra casa na praia
Quero… Quero… Quero…
Mas agora,
Ele ficou mais esperto
Nem liga
Vira as costas
E vai trabalhar…

A poucas linhas atrás
Eu disse:
“Pobre Adão!”
É! Mas às vezes
O que parece ser
Não é!
Como assim?
Perguntarão vocês!
Afinal, ele
Foi “obrigado”
A se casar com
A amiga traidora
A custas de artimanhas!
É aí que vocês se enganam…

Adão é um
Espirito de Luz
Que a muito
Poderia estar
Ao lado do Pai
Por já ter cumprido
Todos os degraus
Da Escola terrena
Mas prossegue
Renascendo
Sabem porquê?

Porque Adão
Aceitou ser pai
De dois meninos
Da Nova Era
Gentis e Bondosos
Se não fosse ele
Estes meninos
Nasceriam
Em outra família
E não poderiam
Tentar mais uma vez
Trazer a luz do entendimento
Esta mãe tão desarvorada
Que esqueceu
Que tem que se esforçar
Para melhorar-se!

Mas sabem qual
O xis da questão?
A esposa de Adão
É assim
Porque não cumpre
O que prometeu
Antes de reencarnar

Hoje
As pernas doem
A garganta arde
O corpo incha
Sabem porquê?
Ela prometeu
Auxiliar as crianças
Sem pátria
Que vivem em
Países no limiar
Da pobreza e do abandono

Caso,
Ouvisse seu subconsciente
Teria partido
A muitos anos atrás
Ganhado o mundo
Distribuído amor
Alimentado os pobres
E quem sabe…
Dois Espíritos da Nova Era
Teriam mais tempo
Para cumprir suas
Próprias Missões!!

E Adão?
Ora Adão é tranquilão
Com ela
Ou sem ela
Caminha sempre…
Protege
Acolhe
Carinha
Auxilia
Ama
Isto, desde…
Constantinopla!!

Aimanon e Poeta Estelar

 


 

Sem chiliques

Falar de esquecer o que foi combinado antes de reencarnar, é falar de pessoas tristes, coração apertado, doença de todo tipo, vida sem sentido. Como saber o que foi combinado, se nem ao menos se acredita que se nasce com tarefas pré-determinadas?
Em primeiro lugar, buscar nos livros terrenos onde se encontra a consciência já é um bom começo. Conclusão: não está em lugar nenhum, ou melhor, não se pode provar cientificamente que esteja aqui ou ali, portanto, os céticos já tem um norte, se não está em lugar nenhum por quê afirmações sem nexo que ela comanda a vida e está situada no cérebro? Como nada está provado, então podemos dizer que ela está em uma quarta dimensão, ou quinta, ou sexta, e aí? Vocês enxergam até a terceira, quem sabe, se está situada em um local inacessível aos olhos, a todo momento ela pode estar em contato com forças imensuráveis que se situam nestes locais, longe dos olhos terrenos.
Em segundo lugar, prestar atenção no que nos diz aquela vozinha interior, e ela não pára, a todo momento censura, aconselha, direciona. Se a nossa consciência está em uma  dimensão que não estamos acostumados a interagir, quem sabe o dono desta voz é também uma consciência que se identifica com a nossa e quer nos auxiliar? E as duas consciências, a nossa e a do nosso amigo, estão em contato com outras consciências que vibram na mesma sintonia. Quando uma delas faz o corpo terreno que comanda se arrepiar ou alegrar-se as outras fazem o mesmo com os corpos aos quais comandam. Esteja um na Europa, esteja outro no Brasil ou quem sabe na China.
Em terceiro lugar, se a consciência é energia que vibra, porque não existir independente se conectada a um corpo físico? Ou melhor, porque antes do corpo físico existir, ela já não pode existir, pois em outras dimensões não existe espaço, nem tempo. Caso isto soe como algo verdadeiro, pensem comigo. O que faz sua consciência? Permite que acione seu livre arbítrio  ou  colore o seu dia a dia com sentimentos de todas as matizes ou direciona suas atitudes nesta ou naquela direção? Só isso? Não! Tudo isso e mais:  a consciência nos permite resgatar tudo que quisermos, momentos onde ela estava conectada em um corpo físico e momentos que não estava.
Portanto, não é descalabro dizer: se a vida terrena é uma escola para aprender e se melhorar, porque não, termos trazido lições de casa para concluir? Por que não aquela vozinha que ouvimos a todo momento não ser o professor da Universidade nos dizendo o que deve ou não ser feito? Ainda está muito vago? Então feche os olhos, se imagine sentando em uma carteira escolar. Entra a professora e pergunta para a classe: – Quem fez a lição de casa? Você levanta a mão orgulhoso. Qual a sensação? Orgulho, Felicidade, Alegria ou Tristeza? Todos com certeza sabem a resposta. Fez o que foi pedido a sua consciência antes que ela ganhasse seu corpo físico, a sensação é a mesma do garoto que fez a lição de casa: orgulho, felicidade, alegria.
Todos as tarefas pedidas são lições não concluídas em outras vidas, esquecer de concluí-las na vida recebida exatamente para isso é avolumar para o futuro mais trabalho a ser executado. Olhar para a vida terrena como se ela fosse um parque de diversões é cantar sem acompanhamento, logo a garganta reclama e a voz se torna um fio. Olhar para a vida terrena como se ela fosse eternamente pautada na juventude é deixar escapar entre os dedos a sabedoria da maturidade. Olhar a vida terrena como se ela girasse em torno de seu umbigo é destruir o chacra do plexo solar e desequilibrar todo o sistema energético que sustenta uma vida saudável. Olhar a vida terrena como se seu único objetivo fosse gerar riqueza material é dar um tiro no pé, logo, eles não o levarão a lugar nenhum, a não ser para a sepultura. Olhar para a vida terrena como se ela fosse um campo florido onde todos se aproximam apenas para servi-lo é eleger a preguiça que estagna e cria raízes nos pés. Olhar a vida terrena como se você tivesse nascido para descansar é dizer para o Universo: não obedeço a ordem natural da Criação, onde tudo é movimento, estou pronto para ser destruído.
A partir de um pequeno esforço, que não lhe custará mais do que alguns instantes de reflexão, você terá certeza de qual a sua tarefa nesta vida. Medite sobre isso. Se mesmo assim ainda tem dúvidas qual a sua lição de casa então pergunte aos Planetas que giram em torno do astro rei, eles sabem de tudo e vão te dizer com precisão. Boa Sorte.
Aimanon

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s