Arvore da Felicidade

Ao lado do nosso computador
Repousa uma arvorezinha
Pequenina mas resplandecente
Os passarinhos que em
Seus galhos repousam
Parecem prestes a iniciar
Uma bela sinfonia
Os frutinhos coloridos
Nos convida a saboreá-los

Mas como?
Ela brotou e cresceu
Em cima de uma mesa?
É claro que não…
Na verdade,
Ela está aí deste ontem…

Quando minha amiga
Com todo carinho
Escolhia um lugar para ela…
Eu soprei em seus ouvidos
Coloque aqui…
Enquanto nós conversamos
Os passarinhos
As frutinhas
Os galhos todos enlaçados
Nos farão companhia…

Aposto que vocês
Já deduziram
Que tem algo mais…
É claro que sim!
Tem energia de AMOR
Em cada passarinho
Em cada frutinha
Em cada folhinha
Em cada galho…

Tanta…
Que do Alto
Ela parece uma
Árvore imensa
Daquelas que tem
Lá nos Estados Unidos
No Parque das Sequoias
Mas ela é pequeninha
Vinte centímetros de altura
Feita de madeira
Que segredo é esse?

Eu já disse…
O segredo é o Amor
Presente de aniversário
De uma grande amiga…
Que levou dias pensando
Em algo muito especial
Como faz todos os anos…
Antes mesmo de escolher
Esta singela arvorezinha
Ela já vibrava sutilmente
Aguardando apenas
Ser colocada
Ao lado de nosso computador!

Espantados?
Pois é,
Amizade verdadeira é assim
Tudo que se deseja…
Todo o acolhimento…
Todo o amor…
Todas as caricias…
Impregnam-se nos objetos

Que seja um papelzinho
Uma florzinha
Uma lembrancinha como essa
E vibram… vibram… vibram…
Imantando a vida do amigo
Com as cores do AMOR
Que vai do rosa clarinho
Ao verde água mais profundo!

Experimentem um dia
Escolher um presente
Sem se preocupar com o preço
Nem no que o amigo vai pensar
Apenas desejem que ele leve
O mais sincero sentimento
De agradecimento
Por seu Amigo
Ter te escolhido
Para partilhar a vida com você!

Se surpreenderão com o resultado…
As duas amigas desta poesia
Trocaram inúmeros bilhetinhos
De amor e agradecimento
Durante estes quase dezoito anos
De amizade irrestrita
Todos guardados com muito cuidado
E hoje? O que acontece?

Nem eu consigo descrever…
Quando as duas se encontram
Fico até tonto…
São tantas confidências
Puxões de orelha carinhosos
Tantos brindes regados
A lembranças inesquecíveis

Ontem, vinte e quatro de novembro
Do ano Cristão de dois mil e quinze
Aconteceu um destes encontros
Tão bem planejado…
Que o Alto resolveu pregar
Uma peça nas duas amigas!
Colocou-as diante
De uma antiga funcionária
Que passa por um período
De muitos ajustes na vida…
Mas muito bem conduzidos
Com força e determinação

Depois de muitos abraços
Choro contido
Amizade irrestrita
As três se despediram…
Algumas horas depois
Troca de mensagens
Reafirmando o carinho
Agradecendo
O que leio
No celular das amigas:
“A corrente do Amor
alimenta nossa Alma”

É isso!!
Alma sem alimento
Não troca bilhetinhos
Nem presentes
Nem abraços
Muito menos sorrisos e agradecimentos!!
Parabéns as duas Amigas
Que estão espalhando
O Amor…
Que transborda de seus Espíritos!

Poeta Estelar
by Elza Horai

2 comentários

  1. Amiga, a palavra correta é exatamente essa… ressonância. O amor… a cumplicidade…a amizade eterna… só se sustenta quando há o caminho de ida… e o de volta! Agradeço a você pela Árvore da Felicidade… plantamos juntas e a fizemos florescer… porque você me auxiliou a regá-la e a protege-la!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s