A Sineta e o Burro

Que sineta barulhenta é essa!
Exclamou aborrecida D. Cotinha
Tadinho do burro…
Deve estar surdo de tanta barulheira
Gritou Seu Antenor
O marido preguiçoso
Já surdo de tanto gritar

O dono do burro,
O padeiro Marcão
Nunca se preocupou
Com o bem estar do amigo
Que o auxiliava a prover sua família
Quanto mais barulho melhor!
Assim, desperto a freguesia
Dizia ele…

Nem aí, em incomodar
Moradores como D.Cotinha e seu Antenor
O casal de idosos
Beirando os noventa anos

O que vocês me diriam
De atitudes como esta?
Não se deter no conforto
De um animal
Irracional… é verdade!
Mas banhado com a névoa
Do Amor do Pai
Que sente dores
Que fica surdo
Que necessita de cuidado e proteção

Não se deter no incomodo
Que causa em pessoas
Que precisam ter a fragilidade
Compensada com respeito e simpatia
Não se importando em usar de
Qualquer meio
Para atingir seu objetivo

Vocês sabiam
Que se Marcão tivesse outra atitude
Hoje seria o dono da padaria?
Eu sei que simplifico muito
Mas esta é a verdade
Deus ajuda quem cedo madruga
E respeita a máxima de Jesus :
“Amar ao próximo como a ti mesmo”
Incluindo aí os animais…

Tenho certeza que muitos dirão:
Conheço pessoas que
Agem como Marcão
E hoje são muito ricas!

Será?
Garanto que dinheiro é:
PROVA TERRENA
É diferente… ser rico
Porque ganhou
O reconhecimento do Alto

De ser rico porque
Enganou
Aproveitou
Roubou
Acusou

E a diferença está:
No olhar que ilumina
No coração que aconchega
No Espírito que acolhe
Na palavra que consola
Na felicidade que alimenta
Ou seja, o dinheiro
Transforma o merecedor
Em doador

Por outro lado,
Enriquecer
Calcado em falcatruas
Murcha a alma
Pesa as feições
Envelhece a vida
Desintegra a aura sadia
Corta os laços com o Divino
Enfim,
Transforma o rico
Em alvo de bajulação,
A única coisa
Que o faz enganosamente feliz!

Voltando ao seu Antenor
Marido de  Dona Cotinha
Chamei-o de preguiçoso
Porque o trabalho nunca foi seu forte
No fim da vida terrena
Prossegue descansando sobre o sofá
Surdo e sofrendo do coração
Só é “rico” e saudável
Mesmo já tendo vivido muito
Quem faz por merecer…
E o trabalho é o fiel da balança
Para o reconhecimento do Alto
Esqueçam a sineta do burro
Foquem no Amor
Que tudo dará certo!

Poeta Estelar
by Elza Horai

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s