Jardim Encantado

Sempre podemos sonhar…
Morar no vigésimo andar
De um prédio
Em uma Metrópole como SP
Pode ser o disparador
De muitos sonhos

Viver com os pés no chão
Passear no meio do mato
Colher amoras
Plantar alface
Cuidar das galinhas
Subir em árvores

Escolhas
Que muitas vezes
Se tornam prisões
Sem grades

Ninguém está habilitado
A criticar
Muito menos nós
Que aparentemente
Já evoluímos um bocadinho

As razões
Que envolvem
Situações
Em que a mente comanda

Pode trazer
Dissabores
Às vezes
Dificílimos
De contornar

A história
Da jovem deste contexto
Nos traz
Na ponta da língua
Tudo que ela pensou

Ao sair do interior
Onde a vida corria
Sem atropelos

Para se aventurar
Na cidade
Repleta de arranha-céus

Lá ficarei livre
Do controle do meu pai
Dos sermões de mamãe
E ainda por cima
Darei um UP
Na minha carreira
De modelo

Ledo engano!
Todos os dias
Acordava angustiada
Sonhava… Sonhava…
Que tinha voltado para casa

Mas mal abria os olhos
E a ingratidão
Saltava como
Um rastilho de fogo

Eu voltar?
Para o meio do mato?
Nem pensar!
Só se for para passear
E olhe lá
Um dia ou dois
No máximo!

E o tempo foi passando
E nada da carreira
De modelo
Dar o UP

E a saudade aumentando
E a vida ficando cinza
Como a grande Metrópole

Até que um dia
No auge do desequilíbrio
Se jogou lá de cima!

Meu Deus!
Escuto leitores indignados
Querendo parar por aqui

Mas agora
É que vem
O melhor
Desta história…

O corpo estatelou-se
Mas a Alma não
Libertou-se

Ajudada
Por Anjos Amigos
Subiu… Subiu…

Pousou suavemente
No Jardim Encantado…
Como assim?
Perguntam alguns

Afinal ela se matou!
No mínimo
Ficaria por muito tempo
Vagando sem rumo

Nada disso!
Ela era uma menina
Cheia de sonhos
Nasceu para brilhar

Mas algumas
Características
Como a ingratidão
O orgulho
Atropelaram tudo

E isso pode
Ser consertado
Se ela reconhecer
Que errou!

No primeiro momento
Ficou assustada
Olhou em volta
Não reconheceu
Absolutamente nada

A não ser
Os pássaros
As árvores frondosas
As flores

Tudo parecido
Com o que lembrava
De sua casa no interior

Mas ao mesmo tempo
Muito diferente
Parecia que tudo
Tinha um brilho encantador

O céu era mais azul
O verde mais verde
E os passarinhos, então!!
Cantavam feito
Um afinado coral

Passado o primeiro impacto
Ela percebeu
Que havia alguém
Ao seu lado

Um belíssimo Ser
Todo de branco
Com o olhar mais doce
Que ela jamais
Tinha visto

Ele apenas sorriu
Ao mesmo tempo
Que dizia
Em pensamento
“Você chegou aqui muito cedo”

Imediatamente
A imagem da queda
Explodiu
Na mente da jovem
Que perguntou assustada
Eu morri?

Sim! Disse o Anjo
Carinhosamente
Ou melhor,
Agora começa
Sua Nova Vida

Estupefata
Ela se colocou
De joelhos
Pedindo perdão
A todos que lembrava
Aos pais
Aos irmãos
Aos amigos
A cachorrinha Lulu…

O Anjo
Pediu apenas
Que se levantasse
E ouvisse
O que ele tinha a dizer

Minha menina
Você já foi perdoada
Por todos que choram
Sua partida
E também por Deus
Seu Pai e Criador

Agora
O que você precisa saber
É o que faltou
Para que você
Continuasse vivendo
Naquele abençoado lugar

Com o dedo indicador
O Anjo apontou
Para uma linda esfera azul
Flutuando muito distante
De onde eles estavam

A garota levou um susto
Jamais imaginou
Que houvesse vida
Fora da Terra

Mas rapidamente
Se recompôs
Dizendo
Eu sei o que faltou
Para eu continuar lá

Faltou meu pai
Ser mais compreensivo

Faltou minha mãe
Ser menos critica

Faltou meus irmãos
Prestarem mais atenção
Em mim

Faltou eu ser
Um pouco mais alta

E aí,
Ela respirou fundo
Completou

Faltou também eu saber
Que se me matasse
Não morreria!

Nestas alturas
O paciencioso Anjo
Convidou-a a sentar
E pediu a palavra

Começou dizendo
Minha querida
Tudo isso que me disse
Pode ser sim a razão
De um gesto tão irreversível

Mas o que você
Precisa saber
É que nada
Fica sem a possibilidade
De ser consertado

Um rastilho
De esperança
Passou pela mente
Da garota

Então vou poder voltar
Se consertar o que fiz?
Perguntou curiosa

Prontamente
O Anjo falou
Sim! Poderá voltar
PARA consertar o que fez

Mas antes disso
Você vai estudar aqui
Para aprender

Que a ingratidão
É um sentimento
Que leva a solidão

Que a vaidade
Só serve
Para valorizar o corpo
E esquecer a essência

Que os irmãos
São companheiros
De jornada

Que a Vida
É um presente de Deus
E deve ser cuidada
Com esmero

Que o Amor
É o único sentimento
Que vale a pena
Ser cultivado

Pois é ele
Que leva a todos
Os outros
Que sustentam a Vida

A gratidão
A alegria
A compreensão
A fé…

Nestas alturas
Ela chorava compulsivamente
Dizendo
Que queria voltar

O Anjo por sua vez
Balançou a cabeça
Em sinal de concordância
Dizendo

Primeiro vai aprender
Depois retornará
Ao Planeta Azul

Outros pais
Outros amigos
Outra situação financeira
Mas a mesma tarefa
Cultivar a GRATIDÃO!

Poeta Estelar
By Elza Horai

“Cometer um ato de desatino em um momento de puro desequilíbrio, pode ter consequências desastrosas para a evolução. Não avançar porque faltou paciência e bom senso é algo frustrante quando se depara com o lado de lá, onde a certeza que não acabou toma formas indiscutíveis, a Alma pede perdão, mas o que está feito, está feito, não há como refazer, pelo menos na presente oportunidade. Cada um tem a capacidade de assimilar que o gesto de estancar a energia que sustenta a sua vida é algo que pode trazer mais trabalho a ser feito, pelo menos, para aqueles que se preocupam em compreender que existe VIDA por trás do véu que encobre outras dimensões, aqueles que pensam que as dores da alma desaparecerão com a respiração, precisam abrir o coração e a mente para as verdades cristalinas que vertem dos Livros Sagrados: O Pai jamais abandona seus filhos, ELE sempre suprirá seu rebanho com Amor e Força para prosseguirem a jornada até o final da caminhada. Se uma etapa foi precocemente interrompida… haverá outra… outra… outra… quantas forem necessárias.

Imagem de apresentação do post “Jardim Encantado” de dewdrop157 por Pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s