Sempre em Frente

Sintam-se
A vontade
Para contestar
Se tiverem
Dificuldade
De assimilar

Sintam-se
Livres
Para não
Me ouvir
Caso
Não concordem

Sintam-se
Desimpedidos
Caso
O que entenderem
Não lhe
Parecer licito

Sintam-se
Absolutamente
Tranquilos
No que diz
Respeito
A aplicar ou não
O que eu ensinar

Caso eu agrida
Grite!
Caso eu liberte
Pense no irmão
Prisioneiro
Caso eu auxilie
Agradeça a Deus
Ele é meu mentor!

Mas para que
Tanta introdução?
Se vou
Dizer algo
Que você
Está careca
De saber

A resposta é:
Porque você sabe
Porque todos sabem
E não se preocupam
Em avaliar
A importância…

Última sexta-feira
Dia cinco de agosto
Do ano terreno
De dois mil e dezesseis

O Brasil presenciou
O Mundo presenciou
A abertura
Do Portal do
Amor Universal

Eu aqui
Vocês aí
Todos sentimos
Os eflúvios
Do Amor

…que une
…que não discrimina
…que emociona
…que protege

Momento único?
Não!! Um momento
Como todos os outros

A diferença
É que exatamente
Naquele momento
Todos vivenciaram
O mesmo sentimento
Que deveriam sentir
Em todos os momentos

Gostaram?
Pela energia que
Sentimos daqui
Gostaram,
E muito…

Então?
Por que tanta resistência
Em optar pelo Amor?
Ainda mais agora
Que a ajuda
De Amigos
Membros da Plêiade
Do Amor Universal
Está sendo sentida
Mais concreta
Do que nunca

Ah! Já sei!!
Você não tem tempo
Para Amar!
Ou quem sabe
Prefere odiar que amar!

Ah!! Ouvi alguém gritar!!
Acho que agredi…
Então, vou amenizar
É claro que ninguém
Opta por odiar

Odeia porque
Não sabe
O quanto de tenebroso
Esta agregando
Para sua própria vida!

Pararam de gritar…
Então, acho
Que ajudei
Trazer entendimento
Que sentimento ruim
É mais prejudicial
Para quem sente
Do que para quem
Foi alvo

Está faltando
Libertar
E sabem
Como farei isto?

Dizendo bem alto:
O Amor liberta
No momento
Que se doa
Sem esperar
Retribuição…

Raciocinem comigo
Espíritos desencarnados
Que já concluíram
A senda evolutiva
Possuem uma só vibração
…a do Amor

Isto significa depurar
Que a grosso modo
É também libertar
Livrar alguém
De algo que
Impeça a limpeza

Então,
Restando só o Amor
Pronto! Tarefa Concluída!
Libertou-se
De permanecer
Estudando
Em um Planeta
De Regeneração

Agora,
O próximo passo…
Pense na libertação
De irmãos que carregam
Sentimentos
Que impeçam
A  depuração

Finalmente,
Se você
Concluir que auxiliei
Não diga nada
Corra ajudar
Os irmãos  prisioneiros

Afinal,
Se ficar só pensando
Não tem como ajudar
E Deus exige
Comprometimento

Quem aprende
Deve ensinar
Sob o risco
De se colocar
Como egoísta

Se assim for…
Nada de crescimento
Estacionar
Significa regredir…
Voltar a lição
“Saber Progredir”
Para seguir
“Sempre em Frente”!

Poeta Estelar


Quem sabe tem Responsabilidade

Se alguém cair em um buraco, quebrar o braço, torcer o pé?  Vinha andando tranquilamente e de repente, o chão falta sob seus pés, quando se dá conta, o pé torcido, o braço quebrado. O que ninguém sabia é que alguém espreitava de uma janela se deliciando com os desavisados que encontravam pela frente o buraco traiçoeiro. Mas por que esta pessoa não avisou? Não avisou, porque achava a cena engraçada, se divertia com a dor alheia. Existem milhares de outros exemplos, pessoas que ocultam um fato para tirar proveito, para eximir-se de ter trabalho, para não precisar correr para auxiliar. Os olhos terrenos podem não ver, mas os olhos de Deus jamais deixam de registrar. Em um primeiro momento, pode não haver nenhuma reprimenda, isto faz com que muitos não se preocupem com as consequências de suas atitudes, supostamente sem espectador, mas posteriormente, talvez depois de alguns dias, ou mesmo, depois de alguns anos terrenos, a Lei de Deus que diz que a toda ação, confere uma reação igual e contrária, independente qual seja – é aplicada.
Aquele que espreitava, sem avisar do perigo que se colocava à frente do caminhante, não precisou esperar anos para sentir a mão de Deus cobrando o ônus da atitude sem qualificação. Na primeira chuva que se anunciou naquele verão; o morro que ficava atrás da casa onde se encontrava a janela na qual o observador se colocava, deslizou totalmente, engolindo a casa, a janela e o espectador; que não morreu, mas quebrou o braço e torceu o pé. Em nenhum momento ele imaginou que foi consequência de sua suposta “diversão”, afinal, isto é absolutamente comum – ninguém sequer supõe que todas as ditas “desgraças” são consequências de atitudes equivocadas,  tomadas nesta e em passadas encarnações, excetuando-se ensinamentos imprescindíveis; situações onde o encarnado necessite de auxilio do Alto para continuar prosseguindo no caminho do crescimento, mesmo que este auxilio se revista de situações aparentemente difíceis. O proprietário da casa que deslizou não contava com a visita da sogra logo após o ocorrido, estirado na cama, aguardando o enfermeiro engessar o braço comprometido, com o pé latejando. Ele ouviu: – Você foi castigado! Ninguém pode se divertir com a dor alheia! Imediatamente expulsou a sogra do quarto, disse para esposa: – Víbora sua mãe, só diz bobagem! Imagina eu ser responsável pelo morro que não aguentou! E assim a vida segue, de acontecimento em acontecimento, cuja causa é o azar, a chuva, o olho gordo, a sogra…
Tomando sobre outro enfoque, o saber como conhecimento adquirido, significa que de alguma maneira o indivíduo foi premiado com informações que muitos não são. Independente se pagou pelo conhecimento, se aprendeu em outras vidas, se houve um esforço para amealhá-lo, se recebeu de mão beijada. O saber nos exige o compartilhamento. Sabe muito ou sabe pouco,  ofereça o conhecimento a quem deseja aprender, isto é doação, tanto quanto um agasalho a quem tem frio. Com o agasalho, o necessitado pode se sentir mais confortável para prosseguir vivendo. Com o conhecimento, o desejoso de aprender mais se sentirá mais seguro para prosseguir vivendo e no futuro, agregar mais conhecimento, para um dia também ensinar alguém. É assim o mecanismo da vida projetada por Deus, todos se auxiliando incessantemente. Quem se nega, é sempre alvo de suas próprias escolhas.
Aimanon

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s