Consciência

Onde está a consciência?
Respondam de pronto!
Na cabeça?
No ouvido?
No pé?
Vamos… onde?

Ouço: no cérebro!
A resposta é: Não!
Ouço: no espírito!
Também não!

Vamos… onde?
No coração?
No pulmão?
No sangue?

Beeemm
Vocês não querem saber
Porque quero saber?
Sim ou não?
Ouço um fio de voz:
Siimmm….

Então vou dizer…
Porque
Será a consciência
Que te levará
A vitória

Ah!! Mas isso já sabemos!
Só ganha
Quem é consciente
Das regras do jogo

Peguei todo mundo!!
Vocês erraram!
Só ganha
Quem sabe
Onde está a consciência

Que diferença faz isso?
Ouço alguém perguntar…
Toda a diferença!!
Imaginem vocês
Se a consciência não existisse?

Imaginaram?
O que aconteceria
Falta de respeito
Falta de solidariedade
Falta de justiça

Mas…
Consciência é isto?
Algo que equilibra
Algo que leva ao acerto
Algo que faz falta?

Sim, é!!
Mas depende de
Onde ela está
Mas vocês querem
Ou não querem saber
Onde ela está?

Como ninguém sabe
Então vou dizer:
Ela está em
Qualquer lugar
Menos aqui!

Como assim??
Aqui onde?

Acho que acordei
Todo mundo
Vejo que despertei
A curiosidade

Ela não está aqui
Portanto…
Não está em
Lugar nenhum
Do corpo humano

Ela está em
Outra dimensão
Muito além da terceira
Nossa velha conhecida

Fazendo o quê??
Que pergunta mais boba!
Tomando consciência
Do que quer fazer
Se unindo a
Outras consciências
Ouvindo opiniões
Ponderando
Decidindo

Noossa!!
Mas porque
Ninguém sabe disso?

Porque
Ninguém nunca
Se interessou em saber…

Alguém um dia disse:
A consciência está
No cérebro
E todo mundo acreditou

Afinal, o cérebro
É algo que dá
Pra fotografar
Pra ver
Pra dissecar

Porque é muito
Mais fácil
Acreditar no
Que se vê
Do que não
Se vê

Em se tratando
De uma dimensão
Diferente
Das que conhecemos

Pronto!!
Ninguém acredita
Porque ninguém
Enxerga

Os homens terrenos
Tem muita
Dificuldade
Em crer
No invisível

Bem…
Então com certeza
Vou ter
Um trabalhão imenso
Para convencê-los

Isto, considerando-se
Que terei sucesso
Nesta árdua tarefa

Mas, péra-lá!!
Estamos
Atravessando um período
Onde todos estão
Interessados
No invisível

É gente
Querendo saber
Como é o Céu
Querendo saber
Da vida após a morte
Querendo saber
Se os espíritos escutam
Pensamentos

É! Mas curiosidade
Com relação
Ao que não se vê
Sempre existiu

Mas hoje em dia
O fenômeno
Se alastra
Por todos os países

É só dar uma olhada
Nas estatísticas
De busca da internet
Os assuntos
Que envolvem
Vida espiritual
Ganham disparado

Completando…
Vida espiritual
É vida que
Não se enxerga
Com os olhos terrenos

Portanto
Deve ter
Alguma correlação
Com consciência
Ou melhor,
Podem até
Estar no mesmo lugar?

Como vocês
Vivem em um Planeta
Onde a informação
Está ao alcance
De qualquer um

Sugiro que pesquisem
Onde se encontra
A consciência
Sejam mais curiosos!!

Mas adianto,
Descartem
Qualquer material
Que diz
Que a consciência
Está no cérebro
… ou no espírito

Pois, garanto!
Não está!!
Em outra oportunidade
Voltaremos
A abordar este assunto!

Agora,
Gostaria de agradecer
Aos leitores
Que elogiam
Meus “chacoalhos” de Amor

Se elogiam,
É porque
Algo lhes pareceu
Importante
… e correto

Agradeço
Também a leitora
Que escreveu
No meu grupinho de whatsapp
A seguinte colocação:

“O Poeta é tão transparente
E bem humorado
Que raramente
Ficam dúvidas!”

E depois completou:
“Esse intercambio
Com a espiritualidade
É um presente divino!
Somos privilegiados.
Gratidão.”

Fiquei prá lá de feliz!!
Então estou conseguindo
A G R A D A R!!

É certo que
São opiniões isoladas
Mas já valeu!!

Ler e considerar
Opiniões de um…
Digamos…
…Espirito Desencarnado

Que é invisível
Que é impalpável
E vive em outra dimensão

Já é meio
Caminho andado
Para se descobrir
Onde se encontra a consciência
Sorte na pesquisa!
A gente se fala!

Poeta Estelar
by Elza Horai


Querer saber é saber progredir

Já abordamos o tema conhecimento, buscar ferramentas para entender corretamente os mistérios que permeiam a vida terrena. Vocês sabiam que foram os curiosos que descobriram a existência de Deus? No início da vida no Planeta, todos os filhos que foram conduzidos a viver aqui para depurar sua energia consciencial tinham a forte intuição que tudo que os rodeava não poderia ser obra do acaso. A crença em um poder inimaginável que teria sido o responsável por tantas belezas inexplicáveis era generalizada, mas, por falta de embasamento em algum conhecimento anterior, as forças da natureza foram eleitas como deuses que tinham o poder de modificar o ambiente onde os homens estavam inseridos.
Um grupinho de habitantes curiosos, cujos integrantes se espalhavam por todos os continentes e não se comunicavam entre si, começou a checar estas novas crenças e descobriram que algo não se encaixava; a partir do momento que descobriram que todos os anos as mesmas alterações ocorriam, como a neve, as chuvas, o frio, o calor, as tempestades, concluíram que isto não se devia a interferência de vários deuses e sim ao movimento natural do Planeta. A partir daí começaram a meditar a respeito de um elo de ligação entre o que presenciavam e o que intuíam. Tanto meditaram que conseguiram se conectar com entidades angélicas que confirmaram a existência de um Deus único, amoroso, justo e misericordioso.
Este pequeno grupo era composto por pessoas exatamente iguais ao restante dos habitantes do Planeta, o único traço que os diferenciava era a curiosidade de querer saber mais e a persistência de encontrar o que buscavam.  Isto tornou-os detentores de um conhecimento inexistente na época e a partir do momento que estes novos conceitos que falava de um Deus único, responsável pela existência de tudo, deste o ar que se respirava  até as estrelas que brilhavam no firmamento foram sendo espalhados por todos os lugares. Alguns homens os acolheram de imediato, outros não, mas a grande maioria deturpou o que foi trazido em benefício próprio e de seus pares e prosseguiu transmitindo explicações sem fundamento na verdadeira essência da verdade. Com o tempo, estas crenças se misturaram  com os ensinamentos originais e foram sendo passadas de geração em geração. Nos dias de hoje, muitas persistem, mas é fácil separá-las, basta raciocinar um instante e não aceitar de pronto. Depois de uma rápida análise, sempre calcada, na existência de um Deus único, amoroso e justo, já se descobre onde estão os deslizes, que fatalmente se encontram na premissa da existência de intermediários entre o Criador e seus filhos.
Osmar Silva

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s