Por que não vai?

Subir uma montanha
É um trabalhão
Equipamento correto
Vestimenta apropriada
Conhecimento do trajeto
Sorte se o sol aparecer
Problema se chover

E na vida?
Objetivos
São desafios
Tão trabalhosos
Como subir
Uma montanha
Correto?
Corretíssimo
Respondo eu
Que muitas vezes
Encarei desafios
Como se fosse
Escalar o Everest
Me preparava de véspera
Estudava todos os passos
Dormia cedo
E…

Bem,
O que eu quero mesmo
É repensar com vocês…
Digamos
Que Tonhão
Queria se tornar
Um fotógrafo famoso
É um objetivo, não é?
É claro que sim!
E dos mais interessantes
Fotografar
A natureza
As crianças
Os velhinhos assanhados
Os cachorrinhos da vizinha
E quem sabe,
Ganhar a vida
Com esta profissão
Tanto faz se famoso ou não
Sustentar a família
Com os frutos
De seu empenho
Já é a glória!
Objetivo alcançado
Montanha vencida
Fincar a bandeira
Dos vitoriosos
No topo mais alto

Mas porquê hoje
Vemos Tonhão
Às voltas
Com tantas contas?
A máquina fotográfica
Esquecida em um canto
Se ele atingiu o objetivo?
Estudou muito
Descobriu todos os
Macetes da profissão
Varou noites fotografando
Tirou fotos belíssimas
Que estamparam
Páginas de revistas famosas

E aí?
O que aconteceu?
Chegou no topo
E despencou?
Garanto!
Não escorregou
Nem caiu
Nem desistiu
Ele apenas desanimou
Mas por quê?

Depois que
A energia da juventude
Começou a se esvair
Ele parou…
Ficou com preguiça
De se atualizar
Buscar novos ângulos
Para suas fotos
E então
Foi atropelado
Por aqueles
Que decidiram
Fincar sua bandeira
Em uma montanha
Mais alta

Por muito tempo
Tonhão culpou
Os céus
Os ingratos
Os falsos amigos
Nem passava
Por sua cabeça
Que a culpa era sua
E agora?
Agora ele já sabe
Mas o tempo passou
Ele perdeu o bonde
Ou melhor
Perdeu mas não faz mal
É estranho eu fazer
Esta afirmação?
Talvez sim…

Tonhão
Hoje em dia
Prossegue trabalhando
Mas começou
A escalar
Outra montanha
Fixou novos objetivos
Pena
Que o trabalhão que teve
Para escalar a primeira montanha
Perdeu-se…
Um simples descuido
E tudo por
Água abaixo

A vida é assim
Puro movimento
Parou
Ficou para trás
Sentou no sofá

Mais do que devia
Deixou de aprender
Muita coisa…
Talvez aquilo
Que pudesse impedir
Que fosse atropelado
Por aqueles
Que entenderam
Que a vida
É movimento ininterrupto!

Ah! Mas que diferença faz
Se hoje Tonhão
Ganha mil ou um milhão
O que vemos daqui
É que apesar
De não ser um
Fotógrafo famoso
É um pai amoroso
De três anjinhos
Traquinas e inteligentíssimos
Daquele
Que dá banho
Dá bronca
Leva prá Escola
Pro Museu
Prá Praia
Pro Parque

A montanha mais importante
Ele subiu
Fincou sua bandeira
E…
Viva Tonhão!!
O fotógrafo dedicado
De Três Lindos Meninos
E claro!
De uma Esposa idem!

Carlos e Poeta Estelar


Por que Vamos?

A vida é bela e ponto final. Nenhum pessimista jamais vai me convencer do contrário, lastimar fatos que jamais poderão ser modificados é perda de tempo. Sentar-se a beira do caminho e chorar é artimanha dos fracos. Ninguém poderá negar que a vida é bela, se Deus o Criador projetou-a a sua imagem e semelhança. Emoldurou-a com belíssimas paisagens, arquitetou o corpo mais perfeito para acolhê-la,  legou todos os tipos de alimentos para sustenta-la, criou os animais mais carinhosos para alegrá-la, inflou o útero da mulher com as crianças mais ternas para preservá-la, projetou a família para religá-la, calculou todos os riscos para protegê-la, plantou-a sobre o maravilhoso Planeta que a receberia. Os eternos insatisfeitos que me perdoem, continuarei afirmando eternamente: A Vida é Bela!!
Errar, todos erram, erguer a cabeça e olhar adiante, nem todos. Prosseguir buscando novos horizontes após um tropeço, é crescer. Completando a afirmação acima: A vida é bela e o seu objetivo é o crescimento. Uma frase singela, daquelas que pode ser creditada a uma criança, mas que responde à pergunta mais frequente dos homens de todos os tempos: Porque a vida?
Crescimento é muito genérico, em um primeiro momento, entendemos por ficar cada vez mais rico. Em um segundo momento, vem a conclusão correta. Crescer é melhorar-se, é deixar de lado o amargor, a inveja, a maledicência, a arrogância. Substituir por alegria, gentileza, sinceridade, amor ao próximo. Apenas e tão somente isso. Nada de grandes empreitadas. Lançar-se a um mar de promessas jamais cumpridas. Crescer é simplificar, vivendo com o suficiente, amando a família, agradecendo as conquistas, separar o que realmente é valoroso, afastar-se de momentos pífios e vazios. Quando bate a tristeza, certificar-se se está no caminho certo. Há grandes chances do acolhimento a tristeza ser originário de tarefas postergadas para um futuro incerto. Aquele que traz para si a incumbência de não deixar nada por fazer, em especial todas as missões que foram a causa maior desta nova oportunidade reencarnatória, repete a todo instante: A vida é bela!
A Vida é Bela, porque Deus – o  Criador – é  Amor. Baseado nesta premissa, tentemos nos situar em um local protegido, isento de qualquer sofrimento, onde todos são irmãos e se auxiliam mutuamente. E assim é, desvendando os meandros do Amor, não poderia ser diferente. Se fomos criados a imagem e semelhança de Deus, nós também somos Amor…não há o que contestar. A alquimia dos descrentes não nos diz respeito. Gritar aos quatro ventos a inexistência do Deus Amor é gargantear baseado no nada, é negar a existência da própria vida, dos animais, das florestas, das crianças. Afirmar com todas as letras que Deus é Amor e ao mesmo tempo completar dizendo que ele pune, caso não se aceite a esta ou aquela determinação, é acreditar que se está diante de alguém isento do dom da inteligência.
Crescimento é se voltar a entender em primeiro lugar que a existência terrena é efêmera e como qualquer outra centelha tem o tempo certo de se apagar. Em segundo lugar, a vida tem um objetivo, ou melhor, muitos objetivos. Ninguém recebe o privilégio de nascer se não existir uma missão inerente a este privilégio. Uma grande tarefa é composta de várias etapas pré-estabelecidas que ao serem concluídas individualmente levarão a conclusão da tarefa maior. Considerando-se que a grande tarefa é crescer a ponto de estar apto a adentrar a Casa de Deus, sentar-se ao seu lado e comemorar com seus irmãos, inclusive o Nosso Irmão Maior, subentende-se que qualquer atitude menor não é um degrau para o crescimento.
A missão maior de todos os encarnados é determinada em comum acordo com Deus Pai, antes do reencarne. Após o acordo final, todos os amigos e antepassados desencarnados que estejam em condições de auxiliar, são convocados, e um mentor é nomeado. Enfim, absolutamente ninguém está só. Ao se optar pelo crescimento, um exército de amigos invisíveis se colocam de prontidão para auxiliar.  Ao contrário, a medida que se afasta da missão acordada, não há porque necessitar de auxílio dos Amigos e parentes desencarnados, pouco a pouco eles vão se retirando. Chega um momento que resta apenas o mentor, mas este não terá mais força para conduzir os acontecimentos terrenos. Aí vemos arrogantes reclamando de solidão, mentirosos afirmando que são descriminados, corações banhados pelo ódio dizendo que são azarados, vaidosos sofrendo de doenças incuráveis, egoístas maldizendo a própria vida, fanáticos religiosos cantando sem acompanhamento do Alto.
Se o objetivo da vida é crescer e ao mesmo tempo cumprir a missão selada antes de receber o presente da vida, como saber que missão é essa? É simples, vejam o personagem da Poesia “Porque não vai?”, ele queria ser um fotógrafo famoso. Isto já é um indicio que sua missão poderia estar relacionada com sua profissão. Talvez correr o mundo fotografando crianças famintas e através de seu trabalho auxiliar a melhorar a vida destes pequenos. Talvez, ficar aqui mesmo e fotografar as lindas a abundantes paisagens que existem ao longo de todo o nosso território e com elas decorar asilos, alegrar os doentes, inspirar as crianças. Talvez denunciar abusos e discriminação. Talvez ceder suas fotos para tornar livros preciosos mais agradáveis de se folhear. Caso a profissão fosse empenhada apenas e tão somente para ganhar dinheiro e ficar mais rico, com certeza absoluta, não era sua missão nesta vida. A missão desta vida está sempre vinculada a doação, independente qual seja a missão. Cumpri-la, traz prazer e satisfação e não só a sensação de poder e enriquecimento.
Aimanon

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s