Ruído Forte

Que barulheira
Minhas amigas

Muita gritaria
Por nada

A Vida é Simples
E belíssima!

Protestar
Se torna inócuo
Se as escolhas
Já foram feitas

Escolheu
Não há possibilidade
De retroceder

Nossa querida Amiga
Disse enfática:
Pára o mundo
Que eu quero
Saltar!

Eitaaa!!
Como se desse
Para voltar atrás

Escolheu
A Terra
É aqui
Que tem que ficar

Hoje em dia
Uma frustraçãozinha
Já é motivo
De protestos

Muitas vezes
Tão veementes
Que o corpo
Padece

Enquanto
O Espírito
Se faz
De surdo mudo

Afinal
Até ele cansa
De sempre alertar

Na virada
Após o alvorecer
Deste milênio

As reclamações
Se tornaram
Muito mais robustas

A cada instante
Ouvimos ruídos
De todos os cantos
Do Planeta

É marido
Gritando
Com a esposa

É filho
Respondendo
Para mãe

São avós
Falando demais

A impressão
Que dá
É que tudo piora
A cada dia

Até mesmo
O mais otimista
Tem momentos
De preocupação
Com o futuro

Revendo
A história
Da Humanidade

Esta preocupação
Acaba se tornando
Aparentemente
Verossímil

Mas…
Da mesma maneira
Que não dá
Para parar
O mundo

As histórias
Mal traçadas
Não se repetirão

A não ser
Na cabeça
Dos negacionistas
Dos cegos de Alma

A barulheira
Que escutamos
Tende a diminuir
Até desaparecer…

Afinal
A Vida
Tem um comandante

Que não ouve
As reclamações
Apenas
Os agradecimentos

Poeta Estelar
By Elza Horai

Megalópoles, grandes aglomerações residenciais e comerciais… tudo muito diferente da época em que os homens viviam em cavernas, caçavam para sobreviver, comiam raízes e frutos. No início dos tempos modernos muita coisa mudou para melhor, no que diz respeito a sobrevivência, ao conforto, aos deslocamentos. Um progresso rápido, muitas vezes descontrolado, acabou provocando separatividade entre cidadãos irmãos. Tudo isto fazendo parte de um projeto Divino que se bem compreendido provocaria muitos agradecimentos. Depurou-se ao longo de inúmeras idas e vidas a energia consciencial de centenas e milhares de Espíritos, que agora, no auge das descobertas tecnológicas, se veem as voltas de ouvir seu coração/intuição e tentar voltar às origens, trocando o alimento industrializado por verduras e legumes livres de agrotóxicos, as roupas sintéticas por fibra natural… apenas aqueles que se negam a compreender a clareza deste momento, onde vivenciamos a mais difícil das provas impostas até hoje a humanidade – a briga de poder – ainda se confundem, gritando por ajuda e clamando por dias melhores. Deveriam aprender com os “velhos” Espíritos, cuja leitura da Vida é União, Paz e Luz.”

Amigo do Alto, aguardando novas posturas

Imagem de apresentação do post Gerd Altmann por Pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s