Os Lírios do Campo

A menina atravessou correndo
A alameda emoldurada
Pelas majestosas árvores frondosas
Plantadas pelo finado Comendador!

A casa centenária
Abrigava a pequena família
Comandada com autoridade, pelo rico Marquês…
Merecedor da comanda de rudeza!

A criança coitadinha
Vivia abandonada e solitária
A mãe jovem e arrogante…
Aspirava ser princesa!

Neste núcleo tão cruel
A menina nada pedia
Vivia apenas correndo…
Pelo jardim bem cuidado!

Esperando que chegasse o dia
Em que os portões se abrissem
Permitindo que ela feliz
Colhesse os lírios do campo!

Poeta Estelar


“A família é escolhida de acordo com a meta pessoal de crescimento. Cada um opta onde quer renascer, após, o importante é traçar atitudes moldadas na cartilha do bem, do amor, da simplicidade. Só assim, capta-se a energia sutil que emana de todas as obras que foram brindadas com o dedo de Deus.”
Amigo da Luz
Membro da Plêiade do Amor Universal

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s