O Mestre de Obras

Francisco parou diante
Do magnífico edifício
Precipitou-se a recordar…

Quantos dias equilibrando-se
Sobre passarelas sem apoio
Apenas sustentadas por cabos
Que tremulavam ao sabor dos ventos

Quantas marmitas geladas
Ingeridas sem saborear
Apenas para saciar
A fome contundente

Agora ele estava ali:
“Maison Maravilha I”
E eu..
Seu Chico, mestre de obras
Totalmente desconsolado
Sem teto e desempregado
Apenas com as mãos calejadas
Esperando serem premiadas
Com um novo trabalho digno!

Uma lágrima furtiva
Escorreu de seus olhos cansados
E não que de repente…
Um panfleto colado no poste
Chama sua atenção!
“Precisa-se Mestre de Obras”

Ao se aproximar mais, ele leu:
“Maison Maravilha II”
Será construída breve
Ao lado da Maison I

A primeira coisa que lhe veio à mente:
Foi coincidência…
A segunda coisa:
Não, não foi!
Foi resposta às minhas orações!

E vocês o que acham?
Apenas respondam sem titubear:
Foi coincidência ou
Auxilio Divino?

Quem respondeu coincidência
Parem um instante, reflitam…
Pensem no mar azulado
Nas araras
Nas tartarugas
Nos bebês delicadamente belos!

Todos que responderam:
Deus intercedeu!
Tenham um pouco de paciência e nos ouça
Vocês estão certos, mas precisam saber…
Tudo foi mais simples do que imaginam

Francisco foi ao seu quarto
Ajoelhou-se na beira da cama
E conversou com Deus:
Pai! Por favor me ajude!
Isto apenas…

Sem velas
Sem promessas
Sem intermediários
O pedido foi atendido
Porque o Mestre de Obras
Tinha merecimento!
É assim que se processa
A relação com Deus:
Leve e Amistosa

E vocês que ainda insistem
Em dizer que foi coincidência…
Pelo menos tenham a sensatez
De não afirmarem que
O mar azulado
As araras multicoloridas
As tartarugas esquisitas
Os bebês, perfeitos como uma pintura…
Foram OBRAS DO ACASO
Apenas “apareceram”…
Sobre a superfície do Planeta
Por uma FELIZ COINCIDÊNCIA!

Poeta Estelar
by Elza Horai 

___________________________________________________________________________________________________

“Sendo um espírito aprendiz, as dificuldades do dia a dia se revestem com o manto do aprendizado. Para aprender é necessário buscar conhecimento  e ter interesse em destrinchar tantos conceitos desconhecidos, mas para aprender à partir do enfrentamento é preciso apenas ter Fé e ter a humildade de reconhecer que suas próprias forças não são suficientes para olhar para trás e dizer: – Consegui!”

Amigo da Luz
Membro da Plêiade do Amor Universal


 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s